sábado, 9 de abril de 2011

Pedras de tropeçar

POR GILBERTO CABEGGI


Daniel andava apressado, tentando acompanhar os passos rápidos de seu mestre, Jonas PahNu.

Naquele trecho, haviam muitas pedras onde se poderia tropeçar. E dito e feito: Daniel acabou tropeçando em uma enorme pedra e rolou ribanceira abaixo. Esbravejou irritado: – Droga de pedra! Não tinha outro palhaço pra derrubar?

O mestre, vendo que o garoto não havia se machucado, riu de modo matreiro e o chamou. Sentou-se sobre uma outra pedra, sob uma árvore, e aguardou até que Daniel também se acomodasse.

– Pra que serve uma pedra? – perguntou ao discípulo, tão logo ele sentou.

– Ora, pra que serve? Serve pra derrubar idiotas como eu. – Daniel esbravejou novamente.

– Ou como um confortável banco à sombra de uma árvore, completou Jonas, apontando para a pedra sobre a qual haviam se acomodado.
– É... Também! – concordou o garoto.

– Então, para que serve uma pedra? Vejamos:

O garoto distraído nela tropeçou;
O homem bruto a usou como projétil;
O pedreiro, com ela, uma bela casa construiu;
O camponês, cansado de lavrar a terra, dela fez assento;
Os garotos da vila a usaram como brinquedo;
O poeta Drummond a eternizou em poesia;
Com ela, Davi venceu Golias;
E de seu interior, Michelangelo tirou a mais bela escultura.

– Puxa, Mestre! Nunca pensei sobre isso – comentou Daniel admirado.

– Como você vê, em todos esses casos, a pedra era apenas a pedra.
Toda a diferença daquilo que dela resultou esteve apenas nas mãos do homem.

Imagine que as pedras representam as dificuldades da vida, continuou Jonas. Então, podemos entender que não existem pedras no nosso caminho que não possam ser aproveitadas e transformadas em instrumentos para o nosso próprio crescimento.

O que realmente importa não é o problema que você enfrenta, mas o que você faz com ele.


Gilberto Cabeggi


Fale com o autor
Conheça o livro “Todo Dia É Dia de Ser Feliz”.
Sorteio de livros – Cadastre-se!
GILBERTO CABEGGI: é Assessor de Comunicação Escrita e escritor, autor dos livros “Todo Dia É Dia de Ser Feliz” e “Antes Tarde do Que Nunca”, pela Editora Gente. Sua proposta de trabalho é “ajudar pessoas a transformar textos em livros e livros em Best Sellers”.

Um comentário:

Myriam disse...

E se a gente continuar a esbravejar a cada pedra no caminho, ela se torna mais pesada e machuca mais. Bjs

Postar um comentário

 

Design by Denny